Inspiration Board

IMG_2830
Primeiramente boa tarde. Para começar bem a semana, vou começar a fazer um novo painel por aqui. Acho super digno começar a fazer isso numa segunda feira e fazer com frequência, porém quem acompanha o blog conhece a minha periodicidade um tanto doida.
Então bora lá. O que vai ter isso? Vai ter look, vai ter vídeo de música boa, uma foto bem bonita pra acompanhar e o que mais eu achar de interessante, afinal eu sou dona dessa budega.


Tava ali fuçando o lookbook e olha que coisa mais linda, minha gente. Look total black por que tô gótica e a moça tá linda. Geralmente sou contra saia de crochê, mas no contexto certo fica super joia. Além disso, aqui em São Paulo ta fazendo aquele dia cinza lindo, que super orna com as roupitcha preta.

Lykke Li já é tudo de bom e esse remix merece um destaquinho por motivos de som delícia, ouçam!

Para finalizar, vou colocar também um tutorial de make da Jessica Harlow pra ficar a cara da Kylie Jenner, já que eu não posso ver esse nome que meus olhos brilham. É muito estilo para uma pessoa só!

Beijo da gorda ❤

Anúncios

Pequena Sentimental

tumblr_m0drcbjEyv1r9fy5eo1_500

Por trás dos seus óculos, míopes, a pequena grande Ana via o mundo. Enxergava algo especial, e não aquilo que qualquer um poderia ver. Ana enxergava sentimentos, dos mais tristes aos mais felizes.

Ela via sorrisos em olhares, lagrima em papeis rasgados, e numa imensidão de estrelas, ela via o amanha, o final do hoje, o inicio do ontem. E não, a pequena Ana não era uma médium ou algo do tipo. E que ela simplesmente acreditava, acreditava na existência dos sentimentos, e que eles às vezes se faziam mais reais que palavras.

E então certa vez ela me disse: “Ao ouvir palavras, transforme-as em sentimentos, ao ver lagrimas, converta-as em felicidade, e ao ver sorrisos faça-os serem sentimentos de uma eternidade”

Livro: Por isso a gente acabou/Why we broke up – Daniel Hendler

Oi gente, tudo bem?
A um tempão atrás eu disse que ia fazer resenha do livro Why we broke up, naquela wishlist literária, lembram? Então, chegou a hora! Eu comprei ele em inglês quando viajei, mas ignorem o fato das fotos estarem em inglês, ok?
9781611132960_1681X2544.jpg
POR ISSO A GENTE ACABOU

Min Green e Ed Slaterton estudam na mesma escola e, depois de apenas algumas semanas de convívio intenso e apaixonado, acabam o namoro. Depois de sofrer muito, Min resolve, como marco da ruptura definitiva, entregar ao garoto uma caixa repleta de objetos significativos para o casal junto com uma carta falando sobre cada um desses objetos e do episódio que ele representou, sempre acrescentando, ao final, uma nova razão para o rompimento. Essa carta é o texto de Por isso a gente acabou, que é, assim, carregado de um tom informal e tragicômico – características da personagem – e traduz com um misto de simplicidade e profundidade a história de uma separação. 
Imerso neste universo adolescente, o leitor conhecerá a divertida personalidade de Min, uma garota apaixonada por filmes cujo sonho é ser diretora de cinema, e as idas e vindas desse romance, desde o dia em que os dois conversaram pela primeira vez até o instante em que tudo acabou. A artista Maira Kalman, autora de diversas capas da revista The New Yorker, ilustrou cada um dos objetos da narrativa, trazendo cor e descontração a esta história dolorida. 

DSC_0405Primeiramente eu gostaria de dizer que é difícil não se identificar com histórias assim, mesmo que o término de namoro da Min tenha sido bem trágico, e pra nós as histórias foram bem mais simples, mas é legal poder enxergar algo de nós em personagens de livros que amamos.
Agora vamos lá: Odiei o Ed desde o principio, quando comecei a conhecer mais dele, odiei mais ainda. Mas essa é a minha opinião, pode ser que vocês achem que “Mas poxa, ele gostava da Min…” NÃÃÃÃÃÃOOOOO!!!!! “Ok, talvez nem tanto…” NÃÃÃO GEEEENTEEE, ele é cretino, fim de papo.
Continuando, apesar de ter amado o livro, nenhum personagem me cativou de verdade, todos me pareceram muito frios, sabem? Não sei se vou conseguir fazer com que entendam, mas acho que como o foco da história era Min e Ed, não teve muito espaço para caracterizar os outros personagens, até por que quem conta é a própria Min.
A coisa que mais amei nesse livro foi a caixa, simbolicamente falando, não poderia haver um jeito mais incrível de estapear a cara do ex, simplesmente jogando na cara dele tudo que ele fez de bom, e que se tornou uma lembrança ruim.  DSC_0414Acho que levei uns dois ou três dias pra ler, não me lembro bem, mas dá pra ler em um dia, juro. Por causa das ilustrações (feitas pela Maira Kalman) a leitura fica bem mais fácil, coisa de criança mesmo.
Esse livro é beeeem pesado, principalmente a minha versão, que é em cara dura, mas o brasileiro também é bastante pesado. As páginas são grossas e brancas, e as letras são grandes e tranquilas pra ler.
Não consigo parar de pensar em você.Gente, esse foi o primeiro livro que li em inglês e foi muito legal! o/ Agora vou indo, beijo pra vocês! 

Amando

tumblr_ksfubsHHMl1qzdr4go1_500

Amor, amar, ser amado. Esse é o tipo de sentimento que se diverge, se inquieta, e se divide. Amo como amigo, amo por amar, ama o que se é, ama aquele carinha que vende pães frescos na padaria.

Falar de amor me faz viajar, viajo pelas fotos da infância nas quais via os meus primeiros reflexos de amor, sem serem os de pai e mãe, viajo naquele primeiro amor bobo de infância, e logo mais me perco na primeira paixão de adolescente.

Amor sempre inconstante, incoerente, e fundamental, porque ninguém absolutamente ninguém é feliz sem amor. Então meus caros, sintam amor.

Sintam amor pelos amigos, pela família, por um amor banal, pelo moço das flores bonitas. Ah, e lembrem-se, amor não e só “carnal”, amor é nutrir algo especial.

Playlist da Semana

Oi gente linda frequentadora deste humilde blog! Essa semana começou bem agitadinha, Papa tá por aqui e o bebê da Kate nasceu, eu tô contente, enfim, espero que termine tão bem quanto começou o/
Engraçado como o fim de semana acaba e eu estou musicalmente inspirada. Vou pra lá e pra cá, no fim das contas sempre tem uma música na minha cabeça. 

Esmalte da Semana: Isabeli + Na mira 3D

Oi gente, tudo bem? Vocês sabiam que eu não pinto as unhas desde a ultima vez que apareci por aqui? Pois é, isso mesmo. E pelo comprimento das unhas, vão perceber também que eu simplesmente esqueci durante todas as noites de usar o serum milagroso da Sally Hansen. Fazer o que se sou uma pessoa despreocupada com a vida?
Aí eu decidi que tava feio, precisava tomar vergonha na cara e aqui estou eu, de unhas feitas e brilhantes. Usei a mesma base de sempre, o esmalte roxinho é o Isabeli da Risqué e o de glitter é o na mira 3D da Impala.

DSC_0285Não sei se dá pra ver, mas o esmalte meio que falhou no dedo do meio, não entendi por que. Tentei refazer umas 3 vezes e em todas ficou assim defeituoso, então eu desisti de tentar arrumar.
Untitled-1

Untitled-2É isso pessoa, amanha tô aqui de novo, eu acho. Beijos!nome